Feliz está a Triumph, que comemora 10 mil unidades fabricadas na planta de Manaus, no Amazonas. A celebração incluiu o lançamento de duas versões da Tiger 800, mais em conta que as já existentes XRx e XCx.

Batizadas de XR e XC, elas são mais espartanas, mas já tiveram visual atualizado e acertos na parte mecânica. O motor permanece o mesmo, um três cilindros de 800 cm³, refrigerado à líquido, de 95 cv. Apesar de menos equipadas, saem de fábrica com controle de tração e freios ABS. Perderam foi a possibilidade de seleção entre diversos modos de pilotagem, tomada 12 volts, bancos conforto e protetores de mão.

A Tiger 800 XR tem preço sugerido de R$ 37.690, enquanto pela Tiger 800 XC a pedida é de R$40.790. A redução nos preços ficou na casa dos 10% em relação às versões XRx e XCx. Estarão disponíveis apenas nas cores preta e branca, deixando a azul para as versões mais completas.

Estes quatro modelos da Tiger 800 representam 70% do share de mercado da Triumph, que pretende fechar 2015 com 4.500 motos emplacadas em solo brasileiro. Esta previsão parece otimista, na medida que o mercado brasileiro de motos zero quilômetro recuou 9,5% neste ano. Mais otimista ainda se observarmos que em 2014 a produção da Triumph em Manaus foi de 2.375 unidades. Por outro lado, foi a marca que mais investiu em diversificar seu portfólio nos últimos anos e oferece produtos capazes de bater de frente com qualquer outro modelo do segmento.

Fotos| Triumph/Divulgação