Henrique Rodriguez
Enviado especial

Buenos Aires, Argentina – O “super-lançamento” da Nissan Argentina nesta edição do  é o… Versa. Ele, que esteve na edição 2011 do evento, volta agora ao evento pronto para ser vendido, por a partir de 99 mil pesos (cerca de R$ 41 mil) e equipado com motor 1.6 de 107 cv. Mas 2014 promete para a empresa, que hoje só tem quatro modelos em sua gama (March, Tiida, Sentra e 370Z), com novidades como Juke, Altima e Sentra.

É claro que minha atenção terminou se voltando para o Sentra. Com lançamento no Brasil previsto para o último trimestre deste ano, está mais , elegante e maior, com 4,62 metros de comprimento e 2,70 m entre eixos, enquanto ao mesmo tempo ficou quase 70 kg mais leve. O design foi inspirado no irmão maior Altima, garantindo ao Sentra frente mais pronunciada e formas mais ousadas que a anterior. As luzes diurnas em LEDs nos faróis e as lanternas traseiras também com LEDs são destaques do sedã. Ainda assim, frente aos concorrentes, parece ser tão carro de tiozão como um Corolla. Principalmente se considerarmos o painel.

O sedã japonês que não é vendido no Japão, mas sim no México, será vendido na Argentina a partir de 2014 com um moderno motor 1.8 de 132 cv, cujo foco é economia. Já no Brasil ele  permanecerá com o motor 2.0 de 143 cv que pode ser comandado por uma transmissão CVT ou manual de seis marchas.

Outro Nissan que também desembarca por aqui este ano é o Altima, que esteve no Salão do Automóvel ano passado. O três volumes é mais uma aposta da marca que, desta vez, quer disputar os segmentos superiores do mercado nacional. Renovado, o modelo vem superando as expectativas da própria Nissan nos EUA, e é o carro mais vendido da marca.

Com 4.76m de comprimento, 2.78 metros de entreeixos, 1.83 de largura e 1.47 de altura, o modelo é equipado com um bloco 2.5 16v de quatro cilindros e duplo comando de válvulas (DOHC), acoplado a uma transmissão XTRONIC CVT de nova geração. Graças à esta, o consumo pode apresentar melhoras de até 10%. O modelo ainda conta com moderno sistema de suspensão, independente na dianteira e independente tipo multibraços na traseira.

Novidades que não teremos são o Nissan Juke, SUV compacto estiloso da marca, bem como o SUV X-Trail, o SUV grande Pathfinder e o crossover Murano. Estes três últimos eram vendidos no Brasil até 3 anos atrás, mas a Nissan decidiu não importar mais nenhum carro que não seja mexicano. Pelo menos ela quebrará isso com o Altima, que é feito nos Estados Unidos.

Fotos | Henrique Rodriguez/Autos Segredos