O Ford EcoSport é o filho que toda montadora nacional queria ter. Desde que foi lançado, em 2003, vendeu mais de 700 mil unidades no Brasil e foi pioneiro do segmento de crossovers, reinando praticamente sozinho até a chegada do Renault Duster, já em 2011. Agora, a Ford finalmente lança a nova geração, após uma série de pré-apresentações que se estendem desde janeiro. Os preços, conforme antecipamos, partem de R$ 53.490  e chegam a R$ 70.190.

O Crossover foi desenvolvido com base no New Fiesta, mas a distância entre-eixos é três centímetros maior, chegando a 2,52 m. O novo EcoSport tem 4,24m de comprimento, 1,76 m de largura e 1,69 de altura. O porta-malas tem 362 litros de capacidade. Em relação ao solo, o vão é de 20 cm, o que segundo a montadora, torna a nova geração apta a atravessar trechos alagados de até 55 cm. A empresa afirma ainda que a construção é caprichada, com 26% de peças galvanizadas a mais que o antecessor e utilização de aço de alta resistência.

O novo EcoSport obteve índice “A” no Programa Brasileiro de Etiquetagem do Inmetro. A Ford informa que deu atenção especial à questão do consumo na fase de projeto, desenvolvendo defletores de ar frontais, laterais e traseiros para garantir fluidez à passagem de ar pela carroceria. O trabalho aerodinâmico também teria gerado consequências positivas para o nível de ruído. Os pneus também aderiram à onda reducionista e têm baixa resistência à rolagem.

Sob o capô, o novo EcoSport exibe dois motores conhecidos. Um é o 1.6 16V Sigma, capaz de gerar 110/115 cv de potência e 15,6/15,7 kgfm de torque .O outro é o 2.0 16V Duratec, que entrega 140,5/147 cv e 19/19,7 kgfm. Os dois propulsores são inteiramente confeccionados em alumínio, mas apenas o maior utiliza corrente em substituição à correia dentada. A Ford afirma que ambos foram projetados para rodar mais de 240 mil km. Câmbio automático e tração integral virão em dezembro.

Um ponto que impressiona no novo EcoSport é o pacote de segurança. Todas as versões têm airbags frontais, freios ABS com EBA, encostos de cabeça e cintos de três pontos para os cinco ocupantes, sistema Isofix para fixação de cadeirinhas, acionamento automático do pisca-alerta em frenagens de emergência  e destravamento das portas em caso de acionamento dos airbags. As configurações mais caras adicionam airbags frontais, laterais e controles eletrônicos de tração e estabilidade.

O EcoSport S 1.6 16V é o mais acessível da linha. De série, a versão básica traz direção elétrica, ar-condicionado, faróis dianteiros com LEDs, espelhos retrovisores, travas e vidros dianteiros elétricos, Sistema Sync com comandos de voz e conexão bluetooth e para-choques pintados na cor da carroceria, além dos já citados airbags frontais e freios ABS. A configuração SE, também equipada com propulsor 1.6 16V, acrescenta vidros elétricos traseiros, rack no teto e faróis de neblina.

Logo acima há o Freestyle, dotado da mesma motorização, porém mais recheado, com rodas de liga leve aro 16”, computador de bordo, vidros elétricos com função um toque e sistema anti-esmagamento, assistente de partida em rampa e controles eletrônicos de tração e estabilidade. Opcionalmente, a Ford oferece um pacote composto por airbags laterais e de de cortina e bancos em couro, por R$ 3.700. A versão também pode ser equipada com motor 2.0, por um acréscimo de R$ 2.500.

O top de linha é o Titanium 2.0 16V. Além do motor mais potente, a versão oferece grade dianteira cromada, bancos revestidos em couro, airbags laterais e de cortina, ar-condicionado digital, faróis e limpadores de para-brisa com acionamento automático, retrovisor interno eletrocrômico e sistema de partida sem chave Ford Power. Confira a tabela completa de preços:

  • Ford EcoSport S 1.6 16V: R$ 53.490
  • Ford EcoSport SE 1.6 16V: R$ 56.490
  • Ford EcoSport Freestyle 1.6 16V: R$ 59.900
  • Ford EcoSport Titanium 2.0 16V: R$ 70.190

Fotos | Ford/Divulgação

Acompanhe também o Auto Segredos pelo Twitter