novo_peugeot_308_13 Marcus Celestino (*)
De Guarujá-SP

Antes de começar a escrever este lide, fiz um rápido exercício mental acerca do que penso sobre os modelos da Peugeot. Conclui que sou apaixonado pelo design elegante, vistoso e nada sisudo de seus modelos e também aprecio a gama de motores que ‘empurram’ os seus veículos. No entanto, o Leão francês me assusta tanto quanto o Leão do Imposto do Renda na hora que a rocha quebra: no pós-venda. Em pesquisa divulgada no início do segundo semestre deste ano pela empresa de consultoria J.D. Power, a fabricante francesa ficou na última posição entre 13 grandes montadoras no quesito supracitado. Tudo bem que o grupo PSA está tentando melhorar a reputação de suas marcas, a fim de fazer com que os compradores de seus carros tornem-se clientes fiéis, mas a tarefa não é fácil. Estou fazendo um juízo de valor? Estou, assim como nove entre 10 petrolheads. Todavia, só de ter o primeiro contato visual com o 308 reestilizado já sinto aquele comichão, aquela vontade de desembolsar ao menos R$ 69.990 (preço de partida do hatch médio) para poder me tornar proprietário de tamanha beleza — assim como, creio eu, muitos leitores deste site.

#JuntosPeloMatheus   –  O Autos Segredos convida seus amigos e fiéis leitores a ajudar o Matheus   –    

novo_peugeot_308_22A Peugeot diz que a inspiração vem dos seus conceitos, revelados nos últimos anos, como o maravilhoso Onyx (para quem não o viu, sugiro um vídeo no YouTube do rapagão dando o ar de sua graça em Goodwood). Todavia, há de se convir que o 308 argentino (fabricado na planta de Palomar) a ser vendido por aqui inicialmente lembra mesmo é o seu irmão europeu, que ganhou nova geração. Tudo bem que a grade e os vincos agressivos remetem aos concentuais, porém os lindos faróis alongados que invadem a lateral do hatch parecem respirar os ares franceses. De ‘perfil’, o hatch é extremamente harmonioso e segue a proposta de esportividade um pouco mais contida da dianteira; e na exuberante traseira (sem quaisquer mudanças marcantes), lanternas em LED com três riscas que lembram as garras do leão tornam o hatch ainda mais atrativo aos olhos. Para completar, como uma cereja do bolo, rodas aro ‘’17 com acabamento diamantado. Em suma, o modelo desbanca a concorrência e faz jus aos dizeres do poetinha Vinicius de Moraes. Sim, a beleza é fundamental, até mesmo para um automóvel.

novo_peugeot_308_15Interiormente foram poucas alterações. Um novo desenho deixou o quadro de instrumentos com leitura mais fácil para o condutor e o acabamento do painel e dos bancos teve uma pequena melhora. Destaque, porém, para a tela multimídia de sete polegadas, que, enfim, é sensível ao toque. O sistema conta com funções de rádio, MP3, entrada USB, Bluetooth e computador de bordo. Na versão topo de linha ainda disponibiliza câmera de ré e GPS.

Já mecanicamente o 308 sofreu algumas mudanças mais interessantes. Na versão topo de linha, Griffe (R$ 82.990), ele será vendido exclusivamente com motor 1.6 THP turbo flex de 173cv — mesmo que equipa C4 Lounge e o ‘novato’ 2008, lançado no começo deste ano. Acompanha o propulsor transmissão automática de seis velocidades. O câmbio também casa com a versão Allure (R$ 75.990) equipada com o conhecido motor 2.0 de 151cv e 22kgfm de torque (etanol). Por fim, completando a cadeia alimentar, está a Allure (R$ 69.990) com propulsor 1.6 de 122cv e 16,4kgfm de torque (etanol) e transmissão manual de cinco velocidades, testado pelo Autos Segredos.

novo_peugeot_308_9Desempenho

Por se tratar de trem de força familiar, o 308 em sua versão de ‘entrada’ não demonstra tantas mudanças. O motor 1.6 impulsiona (e bem) o carango, que pesa 1,31 toneladas, e as marchas têm engates clínicos, tendo relação bem curta. Contudo, a suspensão do hatch recebeu nova calibração e aderiu ao hibridismo de alguns de seus concorrentes. Menos esportiva, mas não menos divertida, fez com que o habitáculo se tornasse mais silencioso com uma maior absorção dos impactos causados pelas imperfeições das nossas vias. Tal fator torna mais agradável a tocada do hatch em ruas esburacadas e estradas de asfaltamento duvidoso sem causar um impacto negativo na performance, na pegada naturalmente esportiva do modelo. Por fim, o volante com assistência eletro-hidráulica não desaponta. O handling é muito bom e digno da proposta do veículo.

novo_peugeot_308_5De série, mil itens

O novo Peugeot 308 já pode ser configurado no site oficial da montadora e seu grande atrativo, assim como em outros modelos da linha da marca do leão, é a extensa gama de itens de série. A Allure 1.6, por exemplo, já vem com faróis máscara negra, revestimento parcial dos bancos em couro, rodas de liga leve 17” Anubis, central multimídia integrado ao painel com tela colorida multifunções de 7”, conexão USB para iPod/MP3 player e entrada AUX + WIP Bluetooth, função Jukebox, 16GB de memória interna, Mirror Link, computador de bordo com ajustes do veículo, sensor de estacionamento traseiro e teto solar panorâmico. Ademais, temos ainda ar-condicionado automático digital Bi-zone com saídas de ar traseira, direção eletro-hidráulica, piloto automático (regulador de velocidade) e Limitador de velocidade.

novo_peugeot_308_1No tópico segurança, o modelo nessa configuração conta com dois airbags de cortina (motorista, passageiro, na dianteira e traseira), dois airbags frontais (motorista e passageiro), dois airbags laterais (motorista e passageiro), faróis de neblina dianteiros e freios ABS — AFU (auxílio a frenagem de urgência) e REF (repartidor eletrônico de frenagem) —, ISOFIX e luzes diurnas de LED. A versão Griffe conta com todos os itens de série da Allure e acrescenta controle eletrônico de estabilidade (ESP) e sensor de estacionamento dianteiro e câmera de ré. De acordo com Ana Theresa Borsari, executiva da Peugeot, número de itens de série se mostra deveras vantajoso frente aos concorrentes e justifica o valor pedido pelos veículos da fabricante. Mas e o pós-venda? A diretora também garantiu que a marca está fazendo uma reestruturação de sua rede de concessionárias, “engajados com a nova experiência Peugeot”. Serão dez novas a serem inauguradas até dezembro e mais 27 até o fim 2016. Ah, Peugeot, seus carros têm acabamento tão esmerado, mecânica tão acertada, só que seu pós-venda é tão complicado… Vamos esperar que a situação mude, e o leão deixe de assustar tanto.

*O jornalista viajou a convite da montadora.

FICHA TÉCNICA

MOTORES
Allure – 1.6 de 122cv e 16,4kgfm de torque (etanol) e 115cv de potência e 15,5kgfm de torque (gasolina); Allure 2.0 de 151cv e 22kgfm de torque (etanol) e 143cv de potência e 20kgfm (gasolina); Griffe- 1.6 THP de 173cv de potência e 24kgfm de torque (etanol) e 166cv de potência e 24kgfm de torque (gasolina)

CÂMBIO
Manual de cinco velocidades – Allure 1.6/ automática sequencial de seis velocidades – Allure 2.0 e Griffe

DIREÇÃO
Com assistência eletro-hidráulica

SUSPENSÃO
Rodas independentes, pseudo McPherson, com barra estabilizadora, molas helicoidais e amortecedores hidráulicos pressurizados na dianteira e traseira

TANQUE DE COMBUSTÍVEL
60L

PORTA-MALAS
430

ENTRE-EIXOS
2,6m

COMPRIMENTO
4,29m

LARGURA
2,0m

ALTURA
1,5m

[photomosaic]

RÁPIDAS

Mix Segundo o departamento de marketing da montadora, a Peugeot pretende comercializar 50% dos 308 em sua versão Allure 1.6, 20% Allure 2.0 e 30% com a configuração Griffe, equipada com o propulsor 1.6 turbo flex.

Configura, rapaz! O Peugeot 308 reestilizado já pode ser configurado no site oficial do fabricante.

Europeu Os executivos da Peugeot garantem que trarão para o Brasil o 308 europeu, que não ganhou somente um ‘tapa’ no Velho Continente, mas sim uma nova geração. Segundo Ana Theresa Borsari, o modelo servirá como uma opção de dupla oferta da montadora no segmento dos hatches médios e já está em processo de homologação.

Que crise? Borsari crê que a marca irá crescer mesmo no cenário de crise instaurado no país. A estimativa é que em 2016 a Peugeot aumente sua participação de mercado em ao menos 30%. Além disso, a expectativa é que a fabricante mantenha o market share de 1,1% no Brasil até o fim deste ano. “O melhor jeito de enfrentar a crise são as armas que a gente dispõe (para tal), e a Peugeot tem as melhores armas e em 2016 continuaremos crescendo”, afirmou a executiva durante o lançamento do 308. Vale frisar que, hoje, a participação da marca, segundo a própria, no segmento de hatches médios é de 8%.
Fidelizando Apostando na fidelização da clientela, a Peugeot oferece vantagens para quem já possui um veículo da marca e queira comprar o 308. Os clientes terão bônus na faixa de R$ 3 mil, três primeiras revisões grátis e ganharão um aparelho de telefone celular.